Serendipidade: a genialidade através do acaso*

terça-feira, abril 05, 2011

 

 
Estava aqui pensando...



Nas coisas que nos impulsionam. Nos fogos interiores que queimam nosso coração. Nas energias que nos movem sempre adiante. Estava tentando compreender como elas se desenvolvem e de onde surgem.

Essas forças invisíveis parecem ter vários nomes: entusiasmo, inventividade, genialidade, brilhantismo, criatividade. Tão necessárias e tão dispersas no tempo, no ar... Parecem que voam ao ritmo do caótico, tomando fortuitamente o corpo de almas ávidas por elas. 

A questão: como capta-las? Como embala-las em recipientes para dela tomarmos? Principalmente, nos dias em que o cansaço mortífero nos dá seu abraço de efeito retardante! Como consegui-las sempre que for necessário?

Às vezes elas me tomam. Mas nunca tinha notado como. Desde hoje, desde agora...

Percebi que só acontece quando há algo mágico no momento. Essa sobrenaturalidade na verdade, é uma série de fatores positivos que parecem fora do nosso mundo. É preciso que tenhamos, no fundo de nossas mentes, um bom repertório de tudo o que gostamos. Para isso tem-se que “comer com a mente” o mundo e suas histórias. O mundo e suas coisas. O mundo e suas pessoas que andam por aí. 




Depois, precisamos deixar a mente sempre livre de tudo o que é ruim. Ela precisará respirar o oxigênio dos pensamentos desconexos e impossíveis. Ela precisará esquecer da realidade e cair em seu próprio mundo de impossibilidades. Precisará ainda, da magnitude do olhar calmo e que ama os mínimos detalhes que gritam a nossa volta. 

Por fim, quando tudo estiver pronto, quando tudo estiver em seu devido lugar, ela se jogará no mar delirante do acaso, ela usará nossas histórias, nossos pensamentos e nossas coisas, para misturar com as histórias, com os pensamentos e as coisas, de outras pessoas.

Então, ela envolverá todo o seu corpo e subirá ao coração. Irá até à mente, fazendo chover idéias na terra árida do pensar. Germinará o verde esperançoso de força, de alegria e de quem sabe, inspiração... Talvez, o único, pequeno e inefável fragmento para uma vida plena de possibilidades.

Então, descobriremos uma verdade que é descoberta todos os dias há milhares de anos: Nós temos tudo dentro de nós mesmos!





* Você sabe o que é? http://pt.wikipedia.org/wiki/Serendipidade

2 comentários:

j. rampazo disse...

só passei pra elogiar, o texto ficou lindo!

Deniac disse...

Obrigado, gatinha!