Uma pelúcia aos 30.

terça-feira, dezembro 23, 2008




Um bicho de pelúcia aos 30 não é lá uma coisa à ser anunciado aos quatro ventos. Não é legal comentar na roda de amigos, entre uma cerveja e outra. Não pega bem revelar isso no intervalo do cafezinho ou no inicio de uma reunião de trabalho. Imagina se ainda por cima, sabem que você anda dormindo abraçado, bem apertado, sentindo o cheiro do poliéster novo? Já não bastava dormir com uma siamês vesga e agora essa novidade, uma pelúcia?

Aos meus olhos isso não é vergonha. Vergonha mesmo é nunca saber quando usar uma crase, divisão com mais de dois algarismos e gostar de futebol.

A tríade da vergonha em minha vida.

5 comentários:

Jorge Martins disse...

inveja mata.
eu fiquei pior depois de ver sua eve de pelúcia.

j. rampazo disse...

wall.e

Dolly disse...

Oxi ... eu tenho um macaco chamado Meleco há anos!
Wow! 10 anos!

Miguel Andrade disse...

Fofo pra chuchu!

Tatiana disse...

Dizem que vergonha é roubar e não poder carregar. Arpoveite seu bichinho!